fbpx

Qualidade de Vida

Qualidade de Vida

AngloGold Ashanti

Instituições parceiras, como APACs, receberam recursos para produzir máscaras de proteção contra o coronavírus. Além das doações já realizadas de R$ 1,5 milhão, a AngloGold investiu R$ 110 mil, para a confecção de 42 mil unidades, distribuídas nos estados de Minas Gerais e Goiás, em unidades de atendimento médico do sistema público dos municípios onde a mineradora atua. Também realizou a Startup Hunting para investir em projetos que influenciam a redução da taxa de contaminação de funcionários e colaboradores também fora do horário de trabalho.

Sesc

Preocupado em desacelerar a pandemia, lançou a iniciativa #proteçãoparatodos. Produziu 12.690 máscaras, distribuídas gratuitamente entre instituições parceiras. Em BH, formalizou parceria com a prefeitura para receber, na unidade Venda Nova, moradores em situação de rua com sintomas ou infectados pelo coronavírus. Foram disponibilizados 260 chalés. Além disso, o programa de segurança alimentar e nutricional Mesa Brasil Sesc, tem formalizado parcerias com artistas de todo o país para arrecadar doações durante lives.

 

Karla Giacomin

Durante a pandemia da COVID-19, a geriatra coordenou a produção de um e-book “Instituições de Longa Permanência para Idosos e o enfrentamento da pandemia de COVID-19: subsídios para a Comissão de Defesa dos Direitos do Idoso da Câmara Federal”. Este material está servindo de subsídio para gestores públicos e profissionais no cuidado a idosos institucionalizados, em todo o país. As ILLPI são oferecida para pessoas com 60 anos ou mais, de ambos os sexos, que não dispõem de condições para permanecer na família.

Samuel Flam

Graduado pela Faculdade de Medicina da UFMG em 1978, Samuel Flam atua em consultório desde 1980. Sua experiência em gestão de cooperativas se iniciou à frente da Diretoria Financeira da HCCoop. Foi conselheiro de Administração da Unimed-BH e Presidente da Credicom. Em 2012, Samuel Flam foi diretor Financeiro e Comercial da Cecremge, integra o Conselho de Administração da Ocemg e é diretor-presidente da Unimed-BH desde 2014. Com a pandemia de Covid-19, a Unimed-BH estabeleceu diversas ações e lançou serviços inovadores.

Unimed-BH

A Cooperativa de Trabalho Médico Unimed-BH, à frente do modelo de gestão e durante período de pandemia, teve a atuação de todos os cooperados e novos serviços implantados, que foram fundamentais para a manutenção de vida de grande parte da população de Minas Gerais. Por meio de parceria com a Prefeitura de Belo Horizonte, prestou orientações de prevenção e tratamento, tanto para seus clientes, quanto para os demais cidadãos de Belo Horizonte, conforme demanda, prestando, assim, um serviço essencial para toda a comunidade da capital mineira e seu entorno.

CDM

A Cooperação para o Desenvolvimento e Morada Humana é uma organização sem fins lucrativos, que concretiza sua missão através da realização de serviços sociais especializados, alinhados com demandas de empresas, órgãos públicos e territórios onde intervêm, visando criar valor compartilhado. Sua atuação concentra atividades voltadas para: sustentabilidade e relacionamento comunitário, voluntariado corporativo e eficiência energética. Destaca-se como instituição pioneira, com atuação dentro e fora do país. www.cdm.org.br/novo/projects/

Providens

Ação Social Arquidiocesana é uma organização sem fins econômicos que presta atendimento nas áreas de serviços socio assistenciais, saúde, educação, habitação, geração de renda e inserção no mercado de trabalho, de forma gratuita e continuada, vinculada à Arquidiocese de Belo Horizonte, mantida por meio de convênios e projetos com o setor público e privado, campanhas e aporte de recursos pela mantenedora.
https://providens.arquidiocesebh.org.br/

Meninas de Sinhá

O grupo cultural Meninas de Sinhá, formado por mulheres do bairro Alto Vera Cruz, bastante conhecido culturalmente e por seu compromisso social na periferia de Belo Horizonte, nasceu de encontros sociais em 1989. Idealizado por Dona Valdete Cordeiro, que se preocupava suas vizinhas usuárias de fortes medicamentos para depressão. É formado por mulheres com idade entre 54 e 95 anos que resgatam músicas, brincadeiras e cantigas de roda como forma de compartilhar experiências e elevar a autoestima de suas integrantes, demonstrando toda sua força e potencial.

Associação Paulo de Tarso

A Associação Paulo de Tarso é uma instituição filantrópica que nasceu há mais de 40 anos e atende milhares de pessoas carentes em duas unidades operacionais: Paulo de Tarso – Hospital de Cuidados Prolongados, que é referência no atendimento a pacientes em reabilitação, crônicos, geriatria e em fase de cuidados paliativos, e o Paulo de Tarso – Centro Assistencial, que atende crianças com necessidades especiais e portadoras de síndromes raras.

Gerônimo Pires
(in memoriam)

Depois de três semanas de internação na UTI do Hospital Júlia Kubitschek, o técnico de enfermagem Gerônimo Batista Pires morreu, vítima de coronavirus no dia 26 julho de 2020.  No dia 28 de junho, oito pacientes com quadro de infecção pelo novo coronavírus chegaram a aguardar por mais de 12 horas até a liberação de leitos de terapia intensiva, na UPA Barreiro, local e dia em que trabalhou Gerônimo. Ele foi o primeiro caso de morte de profissional da saúde por conta do coronavírus em Belo Horizonte.

Milton Nascimento

Grande artista mineiro, selecionado para representar a fundamental atuação de todos os artistas brasileiros no período de pandemia do novo coronavírus, em especial após o reconhecimento de estado de calamidade pública, a partir de abril de 2020. Bituca está em isolamento social na cidade de Juiz de Fora, de onde vem produzindo intenso conteúdo para as redes sociais, incluindo gravações com violão, sanfona e piano.

Deixe aqui o seu testemunho de apoio aos(às) reconhecidos(as), seus desejos e contribua para o Movimento Minas 2032

  1. Elida Carneiro disse:

    Parabéns aos reconhecidos! Conheço diretamente e a muitos anos o trabalho da CDM. E é realmente sensacional e digno de reconhecimento. Parabéns a instituição e a todos que trabalham lá!

  2. Isaquelly Silva disse:

    É admirável ver os projetos e o agir do SESC MG voltado para aqueles que ‘poucos veem’.
    Levar acolhida aos que foram mais afetados pela pandemia, levar segurança as pessoas com a distribuição de máscaras, levar alimento para o corpo aos que tem poucos recursos… Gestos assim, nos alegram, nos motivam e nos inspira!

    Parabéns!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *